ÚLTIMAS DO BLOG

Alunos Prime contam sobre aprovação no vestibular da UEM

Otávio de Castro Oliveira alcançou aprovação em 1º lugar no vestibular de Direito da UEM  (Universidade Estadual de Maringá) 2021 e também conquistou uma vaga no mesmo curso, pelo Sisu, na Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Maria Eduarda Garcia Miranda foi aprovada na UEM, no curso de Engenharia, e na UTFPR de Apucarana.

Ambos são alunos do Curso Prime Londrina e, em comum, compartilham a história de superar os desafios da pandemia de Covid-19 para alcançar a sonhada aprovação em uma universidade pública. Matriculados no Prime desde o início do ano, eles conseguiram aproveitar ao máximo as oportunidades oferecidas e, com as aprovações, deram mais um passo à realização dos seus sonhos.

Leia mais: Alunos Prime contam como conseguir ótimas notas na redação do ENEM

1º lugar na UEM

Otávio decidiu estudar Direito ainda na infância, inspirado por um procurador da república que assistia às entrevistas na TV. No ensino médio, como é comum nessa fase, mudou de ideia e decidiu fazer medicina, mas o plano durou pouco. “No terceirão voltei à ideia de fazer Direito por ser um curso que permite ajudar muitas pessoas e abre um bom leque de oportunidades para prestar serviços à sociedade”, contou.

A conclusão do Ensino Médio em 2020 foi cheio de frustração por não conseguir se adaptar ao EAD. Foi quando começou o Curso Extensivo presencial no Prime que ele recuperou a motivação para os estudos. “O Prime me motivou a buscar os conhecimentos necessários para passar no vestibular. A experiência é desgastante, mas também é boa. Tem que estudar muito, assistir às aulas, revisar, fazer exercícios… Por outro lado, conhecemos novas pessoas e professores, fazemos amigos…E ao final, quando vemos nosso nome na lista dos aprovados, percebemos que vale muito a pena se dedicar”, aconselha.

O estudante revela que ficou muito satisfeito com a aprovação, mas quando percebeu que passou em primeiro lugar, a felicidade foi ainda maior. Por isso, a dica de Otávio para quem segue na jornada rumo à aprovação é: persevere! “Tem que continuar estudando e se esforçando! Não se desmotive e não crie novos problemas além dos que já existem. Ver o nome na lista de aprovados compensa todo o esforço”, considera ele, que gostaria de ter passado também na USP, mas acabou eliminado por não ter lido os livros obrigatórios. 

“Fiquei chateado, mas a equipe do Prime me trouxe a motivação para continuar estudando”, conta ele, que no Extensivo estudava todos os dias da semana até as 22h30 e fazia todos os exercícios indicados pelos professores. 

À espera do resultado da UEL, ele revela que tem um plano para as férias. “Vou fazer um curso de desenho e escrever uma história em quadrinhos que já está na minha cabeça”, conta.  Depois de iniciar a faculdade, o objetivo de Otávio é aprender mais idiomas, além do inglês que já domina, para viajar e, quem sabe, uma dia ser diplomata. A carreira de juiz federal, assim como a de procurador, são outras opções. “Quero prestar serviço à sociedade e ser útil às pessoas”, avisa ele, que planeja, ainda, continuar os estudos para um dia se tornar professor. 

Longa caminhada

Foi quando a casa dos pais passou por uma reforma que Maria Eduarda se encantou com os projetos e decidiu que gostaria de ser engenheira. Estreante no cursinho durante o Prepara UEL, do Prime, no início do ano, ela decidiu iniciar o curso Extensivo quando os principais vestibulares foram adiados. “O processo de se preparar para o vestibular não é nada fácil. Temos que encarar muitos desafios, é uma caminhada longa. Mas cada esforço vale a pena quando você vê seu nome na lista dos aprovados. O mais importante é manter o foco e trabalhar o próprio psicológico, conhecendo seus limites e confiando no seu potencial”, analisa ela, que também obteve uma vaga na UTFPR de Apucarana com a nota do Enem e agora aguarda o resultado da UEL. 

Maria Eduarda considera que a equipe do prime foi incrível e essencial para as aprovações. “Mesmo estudando totalmente online, sempre senti muito apoio, o cursinho oferece um ótimo suporte aos alunos”, contou, destacando que sentir-se preparada foi fundamental para fazer a prova da UEM, que classifica como “complexa e cansativa”. “É necessário fazer com muita calma e concentração para prestar atenção nos detalhes que são cobrados”, diz ela. Com a tranquilidade das aprovações, ela prepara-se, agora, para focar nos estudos universitários e aproveitar a nova fase da vida. 

 

#OMELHORDOSMELHORES

ver galeria