ÚLTIMAS DO BLOG

Não está na lista de aprovados do vestibular? Saiba como recomeçar a estudar

Seu nome não está na lista de aprovados do vestibular da UEL e de outras universidades? Sabemos que não passar no vestibular é um momento difícil que traz muitas emoções ruins, como tristeza, raiva e frustração. O que fazer diante da decepção? A dica de Silvia Miccolli, orientadora de estudos do Curso Prime, de Londrina, é aceitar todos os sentimentos. Passado o momento inicial de tristeza, porém, é hora de recomeçar, reconhecendo o que não deu certo e valorizando as boas escolhas.

 “Temos que experimentar as emoções ruins para que elas saiam logo. A melhor coisa é vivenciar esse período de ‘luto’ para que seja possível voltar ao nosso equilíbrio emocional e retomar os estudos”, aconselha. 

Leia mais: 

 

 

 

Qual o melhor jeito de recomeçar?

A equipe Prime tem certeza que, para continuar na trajetória rumo à aprovação no vestibular, é preciso uma boa dose de autoconhecimento. Quem tem essa capacidade vai, rapidamente, reconhecer com humildade e coragem os elementos que faltaram para a aprovação. Os motivos podem ser variados: pouco estudo, falta de revisão, nervosismo…  Neste momento, o importante é analisar onde está a responsabilidade do próprio estudante no processo. 

Depois de observar seus erros e acertos, é hora de recomeçar, com paciência e resiliência, retomando os conteúdos que não conseguiu assimilar. “É importante entender por que não assimilou o conteúdo, se a estratégia não foi boa…”, lembra Silvia, destacando que o momento também pede a retomada da confiança em si mesmo para avançar.”Com confiança, essa caminhada será feita por passos firmes em uma trajetória construtiva”, diz. 

Silvia lembra que o caminho para a aprovação em vestibulares de alta concorrência, como medicina, nunca é fácil. Há obstáculos a serem transpostos e há também a recusa, naquele momento em que não vemos nosso nome na lista dos aprovados. Nessa hora, é preciso lembrar que você trilha essa jornada por escolha própria, para realizar seu sonho, então, busque a motivação dentro de si. “Ser resiliente e manter-se fiel ao propósito inicial é uma motivação enorme! Tenha certeza que você dará conta do compromisso assumido com o seu desejo”, diz.

Hora de planejar os estudos

Quem estava estudando sozinho para o vestibular está no momento certo de considerar fazer um curso mais curto, como o semi-extensivo do Prime, que  traz os principais conteúdos do vestibular e uma retaguarda especializada para que essa caminhada mais curta seja eficiente. 

Nesse momento, a prudência pede que o vestibulando reorganize a rotina de estudos, tendo como referência as próprias provas, que vão oferecer informações importantes sobre o que priorizar e como se planejar para aproveitar a nova chance de fazer o vestibular.  “As portas da UEL, da PUC e de outras universidades não se fecharam de maneira definitiva, o estudante terá novas oportunidades em alguns meses!” 

Por isso, Silvia reforça que é hora de arrumar a casa, mudar o que não deu certo e colocar as coisas em ordem. O conhecimento ocorre por acumulação, por isso, analise o que você já aprendeu, apare as arestas e identifique o que precisa melhorar em cima do que já foi construído. 

Não caia na armadilha de achar que todo o esforço foi em vão. Faça uma análise da prova, categorize as questões respondidas pelo critério do acerto e do erro. Se o motivo do erro é um conteúdo recorrente no vestibular, volte a estudá-lo com mais vontade e qualidade. Compreender a razão do erro faz com que o aprendizado seja  mais assertivo, nos permitindo rever a forma como estudamos e dar novas chances para a sonhada aprovação no vestibular. 

#OMELHORDOSMELHORES

ver galeria