ÚLTIMAS DO BLOG

Prime soma 30 aprovados no vestibular 2021 da UEL

Foco nas necessidades individuais dos alunos, atendimento personalizado, orientação de estudos e uma equipe experiente de professores são atributos do curso Prime que resultam em aprovação! No vestibular 2021 da UEL, foram 30 aprovações nos cursos mais concorridos, sendo cinco em medicina! Outro resultado positivo conquistado pelos vestibulandos do cursinho são os primeiros lugares em engenharia civil, biotecnologia e direito, esse último na UEL e na UEM.

“Entre os aprovados, quem não fez medicina ficou pelo menos  entre os cinco primeiros colocados de cada curso. É um resultado que superou as expectativas”, conta o diretor Márcio Barbieri. Ele destaca que, mesmo com a pandemia e os adiamentos de vestibulares, os alunos do Prime continuaram focados, recebendo apoio pedagógico e psicológico da equipe. “As orientadoras de estudo, os professores e a coordenação estavam disponíveis para ajudá-los e apoiá-los por diferentes canais, inclusive whatsapp. Com isso, os alunos que perseveraram até o fim foram aprovados”, acrescenta. 

Leia mais

10 motivos para escolher o Prime

Alunos contam a experiência de serem aprovados na UEL

Nada melhor que os próprios vestibulandos para explicar que a metodologia Prime traz resultados! Convidamos alguns aprovados que passaram pelo cursinho para contar essa experiência. 

“Todo o processo do vestibular é um desafio, pois temos que aprender o conteúdo, superar o nervosismo e entender as pegadinhas. O Prime ajudou-me a me organizar para as provas e me ensinou como esmiuçá-las para estudar com mais objetividade. Isso facilitou o processo.”

Pedro Romagnoli - Medicina/UEL

No vestibular da UEL, meu maior desafio era a redação. O Prime foi fundamental para me apoiar na superação desse desafio.”

Raul Mezuran - Medicina/UEL

“Fui aluno de escola pública e tive um ensino de base precário, por isso, demorei sete anos para passar no vestibular. O maior desafio ao longo dessa jornada foi a questão da saúde mental. Teve uma fase em que me perdi, acreditando que estudar em quantidade era o mesmo que estudar com qualidade, que deveria ser melhor que os outros, e ficava me comparando o tempo inteiro. Eu não tinha estratégia de estudos e aprendi no Prime a direcionar meu foco em conteúdos mais relevantes, que vão fazer diferença ao final da jornada. O Prime ensina os alunos a se organizarem, com muito planejamento e o estudo das provas dos principais vestibulares. A Márcia (orientadora de estudos do Prime) é muito verdadeira e, por mais que cobre os estudantes, sabe quando estamos mal e nos abraça, tenho muita gratidão por ela. No Prime, a disponibilidade de monitores para tirar dúvidas, o excelente ambiente e infraestrutura e a qualidade do material didático fazem a diferença. Além disso, o cursinho oferece apoio psicológico e isso não  tem preço.”

Allan Victor Andrade Gomes - Medicina/UEL


“O maior desafio do vestibular é não se cobrar excessivamente. A cobrança, sendo externa (dos outros, como pais e mães) ou interna (sua com você mesmo) é um dos muitos fatores que, favorecidos por um sistema de ensino ultrapassado e ineficiente, contribuem pro esvanecimento do ânimo, da espontaneidade e do entusiasmo do que é realmente aprender. Eu tive sorte de ter conseguido me adaptar ao ‘sistema escolar’ e de ter tido contato com alguns professores maravilhosos - no meio de muitos que escreviam fórmulas aleatórias no quadro faziam o que qualquer google consegue fazer - e que mantinham essa chama acesa em quem procurava conhecer. Aos professores, eu sou grato, pois não conseguiria sem eles! A maior dica que eu posso dar a quem continua em busca da aprovação é: ‘faz o que dá’. Não o que você gostaria de fazer, mas o que você quer fazer. Seja sincero com si mesmo. O resultado é consequência”.

Vicente Vaz - Biotecnologia/UEL

“Eu passei em primeiro lugar em Engenharia Civil na UEL!  De 2018 até o começo de 2020, eu fiz cursinho para Medicina, mas, com a pandemia e em decorrência de algumas questões familiares, eu acabei mudando de curso, porque vi que a Medicina não era o  que eu realmente queria. No meio de 2020 eu marquei um horário com a Márcia (orientadora de  estudos do Prime) e ela me ajudou muito nessa troca de carreira. Eu tinha muito medo de fazer Engenharia Civil, porque ouvia muito que o mercado estava saturado, que não tinham vagas, que eu sairia do curso desempregado. Ela me disse que eu podia ir tranquilo, porque me conhece e sabe que eu sou bom, e quem é bom sempre arruma emprego. A gente conversou bastante, ela me deu um suporte muito bom. Depois disso eu troquei o curso, fiz o vestibular da UEL e passei. O Prime me ajudou nessa conquista de várias formas, fornecendo um ambiente espaçoso, bom, limpo, com ótimos professores que, principalmente neste período de pandemia, me ajudaram bastante, sempre respondendo o WhatsApp de forma rápida e com respeito, sempre preocupados em tirar as dúvidas de verdade. O que me motivou a ir para o Prime foi a Márcia. Eu já havia feito um cursinho de redação com ela e sabia que era muito boa e que ensinava de verdade. Eu não me arrependo dessa escolha, como eu disse anteriormente, os professores são muito bons, a estrutura é muito boa, as atendentes da secretaria sempre foram muito educadas, sempre me tratando bem e tirando todas as dúvidas que eu tinha. Eu queria deixar um agradecimento especial para a Márcia, porque foi ela que me orientou quando eu fiquei perdido. Ela fala o que tem que ser dito, mas, ao mesmo tempo, tem um lado acolhedor, que transmite um sentimento de que vai dar tudo certo. Queria deixar também um agradecimento ao Biti, pois as aulas de literatura dele são simplesmente impecáveis, eu não tenho do que reclamar, é um excelente professor.”

Gabriel Sá/1º lugar em Engenharia Civil na UEL

“Eu fui aprovado em 5° lugar em engenharia civil na UEL. Foi uma surpresa bem grande, mas com certeza muito bem recebida. Foi muito difícil conseguir manter o ritmo desde o ano passado até o vestibular, e eu acho que isso foi a parte mais tensa. O vestibular nunca chegava, e estudar estava ficando cada vez mais cansativo. Eu dei sorte que no Prime as aulas eram raramente online, uma ou duas por semana. Isso me ajudou muito a manter o foco e continuar seguindo as aulas. A equipe de professores também ajudou bastante, sempre mandando slides no grupo, e exercícios para fazer. O planner que o cursinho oferece ajudou a organizar de uma forma mais concreta a rotina que eu tinha na cabeça. Ter mudado do terceirão para o cursinho significava que eu tinha que ajustar meus horários de estudo, então, ter um lugar para anotar e me organizar foi muito bom também. Eu melhorei muito em relação a quando eu tinha aulas online, e consegui passar em uma classificação muito boa, mesmo que inesperada.”

Pedro Santana/5º lugar em Engenharia Civil na UEL

“O Prime me motivou a buscar os conhecimentos necessários para passar no vestibular. A experiência é desgastante, mas também é boa. Tem que estudar muito, assistir às aulas, revisar, fazer exercícios… Por outro lado, conhecemos novas pessoas e professores, fazemos amigos…E ao final, quando vemos nosso nome na lista dos aprovados, percebemos que vale muito a pena se dedicar. Fiquei muito satisfeito com a aprovação, mas quando percebi que passei em primeiro lugar, a felicidade foi ainda maior. Minha dica para quem segue em busca da aprovação é: continue estudando e se esforçando! Não se desmotive e não crie novos problemas além dos que já existem. Ver o nome na lista de aprovados compensa todo o esforço.”

Otávio de Castro Oliveira/1º lugar em Direito na UEL e na UEM

#OMELHORDOSMELHORES

ver galeria